Um pouco sobre o Artista Plástico R Prado

Biografia de Rosemberg Alves Prado

Nome Artístico: Rosemberg Prado

Nascido em 29 de julho de 1985 na cidade de Conceição do Araguaia,no Pará.

Atualmente reside na cidade de Manaus desde 2005.

Desenhista, muralista, pintor, ativista dos direitos humanos e sustentabilidade do meio ambiente, amante inveterado das artes e Artista Plástico por vocação,
Sempre amou as artes, começou a desenhar por volta dos 8 anos de idade, fazendo cópias de desenhos de revistas HQ da Marvel.
A base da sua arte é o contemporâneo, a natureza e o comportamento dos SERES em relação ao meio ambiente, atualmente faz pinturas em telas, mas também em diversos suportes, sempre buscando inserir materiais que se tornariam lixos e demoraria centenas de anos para se decompor, como madeira e plástico por exemplo, desenvolvendo pinturas também em grandes murais .


Tem várias participações em mostras virtuais e participação em dois salões físicos de artes plásticas na cidade de Manaus, são eles, o Xl Salão Curupira de artes plásticas (2018) com 2 obras selecionadas e no centro cultural usina chaminé, em exposição intitulada “pelos rios de água doce”(2018) com uma obra selecionada.

Os dois salões foram organizados pela secretaria de cultura do Amazonas, teve sua primeira exposição individual organizada pela secretaria de cultura do Amazonas na Casa das Artes com 15 obras no total “Exposição Natureza Humana” a exposição trouxe a reflexão sobre o comportamento do ser humano no meio em que vive e como isso pode influenciar positiva ou negativamente o meio ambiente.

A exposição durou de junho a agosto de 2021. No mesmo ano Foi premiado nacionalmente na categoria Belas Artes pela rede social Colaborativa Midiática INfluxo com o tema “Carta da terra em ação!”, rede social na qual tem como princípio a sustentabilidade ambiental, erradicação da fome no mundo, direito dos seres vivos e o impulsionamento de carreiras de artistas emergentes.
Em 2020 O Artista foi selecionado para a coletânea internacional “Dias de Reclusão; foram 182 artistas, nesta coletânea, residentes em 21 países provenientes da América, África, Ásia, Europa e Oceania, com um único objetivo em comum: expressar-se naquele momento de isolamento social e pandêmico, com a finalidade de promover uma ação solidária.


Coletânea internacional dias de reclusão onde o artista teve duas obras selecionadas, para a comercialização de dois e-books com artes e poesias, 100% da verba foi doada para 3 instituições de caridade, o Instituto o Bem Nunca Pará (Brasil), Instituto Janeraka, Belém do Pará (Brasil), Instituto Passos Verdes de Moçambique.


Atualmente o Artista Rosemberg Prado mantém-se ativo fazendo com que a sua arte seja uma voz poderosa de mudanças positivas no mundo, usando principalmente as redes sociais para isso.